Busca

»»

Cadastro



»» enviar

O petróleo é nosso! Mas, ok, a gente divide.

20.02.09

por Daniel Oliveira

Quem quer ser um milionário?

(Slumdog millionaire, Reino Unido, 2008)

Dir.: Danny Boyle
Elenco: Dev Patel, Freida Pinto, Madhur Mittal, Anil Kapoor, Ayush Mahesh Khedekar, Rubiana Ali, Ashutosh Lobo Gajiwala, Tanay Chheda

Princípio Ativo:
Cidade de Alá, com coração.

receite essa matéria para um amigo

É o clássico conto de vingança
Os ingleses inventaram o futebol. Nós aprendemos e ganhamos todos os prêmios. Nós inventamos o thriller de ação/denúncia de favela ágil e moderninho. Um inglês aprendeu e ganhou todos os prêmios.

“Quem quer ser um milionário” segue à risca a cartilha de “Cidade de Deus”. Da fotografia amarelada em alto contraste ao vai-e-vem temporal com transições geniais à trilha suingada (com participação da M.I.A. que, por sua vez, emprestou seu ritmo do funk carioca), o filme do inglês Danny Boyle deve muito ao nosso neo-cult. Inclusive...

...O clássico conto de dois irmãos
Um é o coração, o outro a mente. Um é a alma, o outro o corpo. Um é o sonho, o outro o pragmatismo. “Quem quer ser um milionário” pode passar como a história de Jamal (Patel), mas nenhum dos eventos que marcam a vida do personagem aconteceria sem as ações de seu irmão, Salim.

Assim como Buscapé e Zé Pequeno, eles representam dois lados de uma mesma moeda. São as escolhas feitas diante da violência física e emocional de que são vítimas que determinam quem eles são. Há uma índole que prevalece ali, mas o roteiro de Simon Beaufoy é generoso com Salim e mostra que, sem ele, a pureza de Jamal não chegaria longe.

E, ironicamente, as escolhas dos dois irmãos espelham as dos dois diretores. Enquanto Meirelles dirigia seu foco para a violência e a guerra, Boyle centraliza sua mira no...

...clássico conto do primeiro e único amor
É o amor por Latika (Pinto) que leva Jamal ao programa “Quem quer ser um milionário”. É ele que impulsiona o filme. E é ele que torna a miséria retratada bem mais palatável aos brios da Academia. Boyle deve se ajoelhar no chão e dar graças à Alá que o rosto do ator Dev Patel seja o próprio coração puro e desprovido de racionalidade de Jamal – é impossível não torcer pelo personagem ao olhar para ele. E que a atriz Freida Pinto seja uma aparição de tão bonita, que justifica toda a obsessão do protagonista.

O resto é mérito do cineasta mesmo: ele já tinha mostrado sua boa mão com elencos infantis no ótimo “Caiu do céu”.

E a pergunta de 20 milhão de rúpias: Por que “Quem quer ser um milionário” VAI ganhar o Oscar?
Porque seu final faz o coração querer explodir de alegria e ansiedade e tristeza e beleza e amor.
Porque não se parece com “Forrest Gump”.
Porque a manipulação do espectador na última pergunta é genial. Quando ela for feita, você vai querer levantar da poltrona e gritar para a tela. E isso é cinema da melhor qualidade.
Porque “Jai Ho” dá vontade de ser feliz.
Porque, neste momento, os EUA precisam acreditar que existe beleza na pobreza.
E porque D. estava escrito.

Mais pílulas:
- Cidade dos homens
- O jardineiro fiel
- 2 filhos de Francisco
- ou Navegue por todas as críticas do Pílula

JAI HO! Dev Patel ensaiando a coreografia de comemoração do Oscar.

» leia/escreva comentários (12)