Se você procurar “unanimidade” no dicionário…

Nossa avaliação

… vai encontrar “A rede social”. Depois de ser eleito hoje melhor filme e diretor pelos críticos online e impresso de Nova Iorque, Indiana (!?) e do Sudeste norte-americano (!?!?) – só perdeu roteiro no primeiro grupo – decretamos oficialmente aqui e agora: já perdeu a graça. Nós nem temos mais o que dizer, nem piadas pra fazer. Segundo os críticos, “A rede social” é o novo preto. Como nem o Bozo aguenta mais tanta lista (e como pouquíssima coisa tem mudado de uma para outra), a gente reproduz aí embaixo só a mais importante das quatro, dos jornalistas impressos de Nova Iorque.

Agora, a pergunta que não vai querer calar até fevereiro é: será que os membros da Academia vão ter colhões pra desmentir esse monte de críticos?

Se você ganha esse monte de prêmios, pode usar sandália Rider sem ser hostilizado.

Círculo de Críticos de Nova Iorque
Melhor filme: A rede social
Melhor Diretor: David Fincher, A rede social
Melhor Ator: Colin Firth, O discurso do rei
Melhor Atriz: Annette Bening, Minhas mães e meu pai
Melhor Ator Coadjuvante: Mark Ruffalo, Minhas mães e meu pai
Melhor Atriz Coadjuvante: Melissa Leo, O vencedor
Melhor filme estrangeiro: Carlos
Melhor documentário: Inside job
Melhor animação: O Mágico
Melhor produção estreante: Animal Kingdom
Melhor roteiro: Lisa Cholodenko e Stuart Blumberg, Minhas mães e meu pai
Melhor fotografia: Matthew Libatique, Cisne negro

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • A gente
  • Home
  • Retro
  • Homeopatia
  • Overdose
  • Plantão
  • Receituário
  • Ressonância
  • Sem categoria
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009