Community 2 x 23 – A Fist Full of Paintballs Part 1

Nossa avaliação

Espetacular. Não há outra palavra para descrever a primeira parte do season finale de “Community”. É como se todas as paródias de gênero criadas durante o ano fossem um ensaio para este retorno à disputa de paintball que é uma maravilhosa homenagem ao western spaghetti. Tudo funciona de forma perfeita: o destaque equilibrado para os personagens, a trilha sonora, a direção, os diálogos e a participação especial de Josh Holloway.

O episódio começa com uma eletrizante Annie (sem dúvida a protagonista desta história) salvando Fat Neil. A garota aparece diferente, em nada lembrando a insegura personagem que acostumamos a ver. Vestida como uma mocinha de saloon, ela é “rápida e mortal”, sem nenhuma piedade. O uso da iluminação de fundo vermelha e a forma como Annie é escondida nas sombras até revelar seu rosto remetem diretamente aos clássicos de Sergio Leone, mas a primeira surpresa acontece na inserção visual que escreve o nome do personagem. A segunda surpresa está na abertura: uma animação típica dos westerns italianos.

E então um flashback explica como a situação chegou naquele ponto. Uma fábrica de sorvetes patrocinou um festival em Greendale, e o reitor resolveu “reviver” a disputa de paintball do ano anterior (e não por acaso o melhor episódio daquela temporada). O que ele não era esperava era que a tal fábrica oferecesse um prêmio de 100 mil dólares, levando os estudantes a darem tudo para ser o último “sobrevivente” da disputa.

Aos poucos o grupo de estudos vai se juntando no meio de todo o caos, e eles decidem ir até Pierce, que fundou o forte Hawthorne e tem uma proposta para os colegas que pode decidir a disputa. A relação do grupo com ele parece ser fundamental na dinâmica deste episódio e no próximo: será Pierce definitivamente o vilão de “Community”? No meio de tudo isso, temos Chang trocando de lado sem parar, planos e movimentos de câmera que copiam não apenas os filmes de Leone mas também “A Balada do Pistoleiro” e a presença do Cavaleiro Negro. Josh Holloway faz uma breve e divertida participação como o vilão da história ( e que Jeff compreende como uma disputa de beleza). E o ator ainda aproveita para entregar uma frase típica de “Lost”: “Isso tudo é muito maior do que você é capaz de imaginar”.

O clima de conspiração que o personagem traz logo após um duelo quádruplo (“superando” o duelo triplo de “Três Homens em Conflito”) é o gancho para a continuação do episódio, que promete ser ainda mais espetacular do que este. A fábrica de sorvetes ordena a invasão da escola, para ter certeza de que nenhum aluno vença o prêmio. Isso leva todos a se unirem e, pelo visto, o western será abandonado como paródia para ser substituído por algo mais apocalíptico. Mas independente do que venha a acontecer, “A Fist Full of Paintballs”conseguiu, sozinho, justificar a renovação da série por mais um ano.

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • A gente
  • Home
  • Retro
  • Homeopatia
  • Overdose
  • Plantão
  • Receituário
  • Ressonância
  • Sem categoria
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009