Quando duas vidas se tocam

Nossa avaliação

Há alguns meses quando escrevi sobre Traços de Giz, de Miguelanxo Prado, fiz com um bocado de paixão em minhas palavras. Prado sabe escrever sobre acaso da vida e o cotidiano de maneira extraordinária. É poético como ele transforma o ordinário em extraordinário. E é assim, com essa capacidade que ele traz nas páginas de Tangências, que eu começo este texto com tanta paixão quanto o texto citado acima.

Duas linhas

Tangências vem como um presente aos fãs do quadrinhista espanhol, Miguelanxo Prado, pois, dois meses depois do lançamento de Traços de Giz, pela Editora Pipoca & Nanquim, a Conrad traz este novo álbum. Um compilado de diversas histórias curtas publicadas a partir de 1987 e compiladas pela primeira vez em 1997.

Essas histórias curtas, onde a história que dá título ao álbum é a segunda do compilado, permeiam o mesmo tema: o término de um relacionamento.

Ora, e quer coisa mais ordinária na vida do que o final de um relacionamento? Mas de tão comum essa situação, como Prado conseguiu extrair sua já tão íntima poesia? A mágica está no próprio formato deste álbum.

Intersecções

Tangências não tem um personagem como protagonista. Não é nenhum homem ou nenhuma de suas mulheres. Ou nenhum ser que consegue passar total realidade nos traços tão característicos do autor espanhol. Não, o protagonista é o ponto de intersecção de cada casal presente na história.

Prado mostra nessas tramas curtas, dotadas de diálogos fortes, que, aliás, é uma das características que mais admiro e amo em seus roteiros, as vidas diferentes de diversas pessoas. É por causa dessa diferença que todas as histórias acabam em um término de relacionamento, mas, de maneira quase que contraditória, como se a vida zombasse dos personagens, é exatamente essa diferença que fez com que aqueles casais se formassem.

Este é o protagonista. As intersecções, a tangência, que em algum momento se toca, mas como qualquer linha reta que se encontra com outra em um determinado ponto, sua direção é sempre a oposição.

Separações

A vida é um constante rompimento sem fim. A cada minuto estamos vivenciando separações. Amigos que vão, amores que diluem, o alimento que acaba, o salário que dissolve em dívidas. Finitude e escassez que nos circula e permeia.

Tão mutáveis quanto a necessidade de dar abundância a essa escassez interminável, são nossos sentimentos. Ora com a absoluta certeza de seguir convicto por um caminho, e muitas vezes, caminho esse, é um relacionamento cheio de paixão; ora com a necessidade de se separar de todos e tudo e viver o máximo possível no casulo da solidão. E se não na solidão, pelo menos, por um tempo sozinho.

É isso todo dia, é isso a cada segundo. Lagarta que vira casulo só para querer virar borboleta e tombos à frente após o voo tornar-se lagarta de novo.

Paralelos

Essa mutação de sentimentos e acontecimentos que transformam paixão em apatia e proximidade em distanciamento é ofertado abertamente como promoção em vitrine por Prado nas páginas de Tangências.

Porque todas as historietas presentes no álbum falam sim sobre términos, mas términos com certezas e convicção. Daquelas escolhas de quem não ama mais, mas que às vezes tenta um último beijo ou última transa para saber que a conexão não existe mais. Se perdeu.

Toda essa mutação de sentimento é endossada pela maturidade. É o que Miguelanxo Prado fala, e eu acredito. Porque de todos os personagens que passaram pelas páginas de Tangências, o único que se desespera no desconsolo do amor é um jovem.

Os outros? Segue na vida cheia de mudanças de sentimentos, acompanhada muitas vezes de apatia e daquela tristeza melancólica trazida com o suspiro do cansaço.

Amadurecer nos muda. Envelhecer dói a alma. E o amor, nisso tudo, se modifica. Mas é então que percebemos que amor de verdade não é cruzamento de retas e explosões de dois fios condutores que se chocam.

Amor é andar paralelo. Mas Prado, não conta isso não, isso sou eu falando, mesmo.

Tico Pedrosa é publicitário, roteirista, escritor, professor e criador de conteúdo. Fã de quadrinho desde sempre. Você pode conferir as ideias dele no instagram e twitter.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • A gente
  • Home
  • Retro
  • Homeopatia
  • Overdose
  • Plantão
  • Receituário
  • Ressonância
  • Sem categoria
  • 2021
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010