“Saindo por aí, encontrando garotas, contando pra elas que sou Harry… vendo onde isso me leva”

Meu xará Daniel. o Radcliffe, pode não ser um expert em sotaques, mas isso não quer dizer que sua carreira terá chegado ao fim após Harry Potter aposentar sua varinha. O inglesinho já havia mostrado seu timing cômico em uma participação na série “Extras”, de Ricky Gervais, e agora resolveu se aventurar pelo mondo bizarro da galera do FunnyOrDie. Quer saber o que Harry Potter anda fazendo após ter derrotado todos os seus inimigos cujos nomes não devemos pronunciar? Confira no vídeo, em que Daniel dá a volta no discurso de que ele é ator de um personagem só: na verdade, ele é personagem de um ator só. E cuidado: se você achar que o rapaz não é engraçado, ele pode te mostrar suas “assaduras de vassoura”.

Qual é a dos coletes RIDÍCULOS?

Harry Potter e as relíquias da morte – parte I

Daniel: Legal experimentarmos essa resenha assim. Se fosse escrever, tenho receio de que repetiria o que disse sobre o anterior.

Renné: O filme é sobre os personagens e não sobre o que eles têm que fazer: é sobre a amizade de Harry, Rony e Hermione.

Lições de vida

Neste vídeo da MTV gringa com o elenco infantil jovem de “Harry Potter” treinando seus sotaques norte-americanos, nós aprendemos três coisas:

1- Se Daniel Radcliffe depender da sua capacidade de imitar um nativo da terra do Tio Sam para sobreviver, ele está com os dois pés na cova. Mas isso nunca vai acontecer porque ele é mais rico que o PIB de metade da África e pode pagar alguém pra fazer todos os sotaques do mundo por ele.

2- Tom Felton é uma fraude: ele não pode ser britânico. O cara é um caubói nato!

3- Emma Watson é uma lady. Sempre. Ela se recusando a falar mal de “Crepúsculo”? De casar.

  • A gente
  • Home
  • Retro
  • Homeopatia
  • Overdose
  • Plantão
  • Receituário
  • Ressonância
  • Sem categoria
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009