Billie Eilish despida de julgamentos

Billie Eilish tira a roupa e mergulha em uma piscina de piche (ou das lágrimas do seu outro clipe) nesse desabafo em forma de curta chamado Não é Minha Responsabilidade:

Os versos da cantora trazem a reflexão sobre como ela é vista (em especial, seu corpo), julgada e consumida pelo seu público:

você me conhece?
realmente me conhece?
você tem opiniões

sobre minhas opiniões
sobre minha música
sobre minhas roupas
sobre meu corpo
alguns odeiam o que visto
alguns o celebram
alguns o usam para humilhar outros
alguns usam para me humilhar
mas eu te sinto observar

sempre
e nada que faço passa despercebido
então apesar de sentir suas encaradas
sua reprovação
ou seu suspiro de alívio
se vivesse por eles
nunca conseguiria me mexer
gostaria que eu fosse menor?
mais fraca?
mais mole?
mais alta?
gostaria que eu ficasse quieta?
meus ombros te provocam?
e meu peito?
eu sou minha barriga?
meus quadris?
o corpo com o qual nasci
não é o que você queria?
se visto algo confortável
não sou uma mulher

se removo as camadas
sou uma vagabunda
apesar de nunca ter visto meu corpo
você ainda o julga
e me julga por ele
por quê?

presumimos sobre as pessoas
com base em suas medidas
decidimos quem elas são
decidimos o que elas valem
se eu uso mais

se eu uso menos
quem decide o que isso me torna?
o que isso significa?
meu valor é baseado apenas na sua percepção?
ou sua opinião sobre mim
não é minha responsabilidade

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • A gente
  • Home
  • Retro
  • Homeopatia
  • Overdose
  • Plantão
  • Receituário
  • Ressonância
  • Sem categoria
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009